04th ago2011

O tempo passa (rápido?)

by Biattrix

Muitas vezes falo coisas óbvias. Sabe aquelas obviedades que estão na cara – e que de tão perto, não as enxergamos? Poizé.

Parece um clichezão este meu título, não? E, vamos combinar, um tanto estranho com os parênteses e o ponto de interrogação… Mas, se tirarmos esses elementos, o que sobra é uma afirmação óbvia, natural, esperada, sine qua non da vida: o tempo passa.

Agora me diz, por que – POR QUE – nos assustamos tanto com este fato? Ou ainda: dele nos esquecemos?

Sim, porque se algo está bom, sofremos com a falta de tempo, que desembestado, come os dias da folhinha na parede.

Se é o contrário e nos vemos presos em uma situação adversa, rezamos (às vezes sem mesmo acreditar em Deus) para que o tal tempo passe logo.

O tempo passa. É fato!

Ao mesmo tempo que me desespero por já ser agosto (!), João se deprime porque só ganhará presentes em outubro, e “ainda falta muuuito tempo até outubro, manhê!”.

Preciso reaprender com o meu filho, a viver um dia de cada vez. Talvez, assim, eu acione o freio do Tempo Kronos – o do relógio – e viva mais o Tempo Kairos – o da qualidade de vida.

One Response to “O tempo passa (rápido?)”

  • É isso mesmo querida. A velocidade que o tempo passa, em especial para os pais é ainda mais cruel. Ainda lembro como eu gostava de dormir com os meus filhos nos braços deitado no sofá para se sentirem acolhidos nas madrugadas escuras. Hoje mal posso segurá-los, que dirá fazê-los dormir.
    Um dia de cada vez, isso sim é mágico! Essa é a regra que TEMOS que nos apegar!

    Carpe Diem!

    Dê um Beijo bem gostoso no João por mim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline